Mai 20

As bandeiras tarifárias estabelecidas pela ANEEL (Agencia Nacional de Energia Elétrica), são uma forma de demonstrar as diferenças nos custos do quilowatt-hora, conforme a disponibilidade de chuvas nas regiões das usinas geradoras.
O sistema de bandeiras tarifárias foi implantado no ano de 2015 e possui três cores indicativas: verde, amarelo e vermelho. Essas cores sinalizam se haverá acréscimo nos valores de energia repassados para o consumidor final.


Cada cor representa uma taxa diferente:

BANDEIRA VERDE: condições favoráveis de geração de energia elétrica, logo, a tarifa não sofre acréscimo algum;

BANDEIRA AMARELA: condições menos favoráveis de geração de energia elétrica, logo, a tarifa sofre acréscimo de R$ 1,00 real para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos;

BANDEIRA VERMELHA – Patamar 1: condições ruins de geração de energia elétrica, logo, a tarifa sofre acréscimo de R$ 3,00 reais para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos;

BANDEIRA VERMELHA – Patamar 2: condições ainda mais ruins de geração de energia elétrica, logo, a tarifa sofre acréscimo de R$ 5,00 reais para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos.